Da concepção de um produto até a sua disposição no ponto de venda, o design no varejo está presente em todo o seu ciclo de produção e venda. Ele é o caminho para a diferenciação, a identificação com seu público e a oportunidade de criar soluções simples para problemas comuns na vida das pessoas.

É esse tipo de pensamento que falta na hora desenvolver e vender seus produtos? Neste artigo, nós explicamos como usar diferentes áreas do design para conquistar ainda mais clientes. Confira!

Design institucional

O primeiro passo para uma empresa marcante, com produtos que vendem pela identificação e pela emoção, é uma marca forte e distinta, reconhecível pelo seu público.

Pense nas marcas que se tornaram sinônimo do produto: Omo, Durex, Bombril…Ou pense em exemplos clássicos, como o símbolo da Nike ou a maçã mordida da Apple. O que todas elas têm em comum é uma identidade visual bem construída e bem trabalhada, tão marcantes que se tornam onipresentes para seus clientes. É esse tipo de poder que o design traz quando falamos em personalidade e diferenciação.

Design de produto

Uma sacada inesperada ou um detalhe que facilite o manuseio de um produto pode ser o suficiente para se destacar entre tanta concorrência. O design permeia todo o desenvolvimento de um produto para o varejo, pois alia forma e função para solucionar problemas comuns dos consumidores da forma mais elegante possível.

Ele também é o caminho mais curto para a fidelização, já que a satisfação depois da compra é muito mais marcante do que qualquer campanha publicitária.

Design de embalagem

Se o design de produto conquista depois da compra, o de embalagem é o que torna essa compra possível. É só ir a um supermercado para reparar como empresas buscam se diferenciar na gôndola e terminam todas parecendo o mesmo produto.

Essa concorrência no ponto de vendas é brutal. Uma embalagem de sucesso, que seja familiar e única, ao mesmo tempo, pode se tornar a diferença entre ser mais uma brigando por atenção ou ser uma referência na sua categoria.

Design ambiental

O ambiente no varejo também pode influenciar na compra, tornando determinado produto mais atrativo ou destacado na forma como ele se apresenta e como o consumidor chega até ele.

O design ambiental está dentro das lojas na disposição dos móveis, nas cores das paredes e na iluminação. A boa sinalização, por exemplo, guia o cliente sem que ele fique perdido, mas, ao mesmo tempo, cria um fluxo para que ele seja exposto ao máximo de produtos possível quando faz sua compra.

Design digital

Hoje o ambiente digital é tão importante quanto o ambiente físico. O que antes era chamado apenas de webdesign tem um significado muito maior como design digital.

Isso porque o varejo não sobreviverá sem a internet no futuro. Aplicar todas as práticas de um design institucional em blogs, lojas virtuais, apps e redes sociais é a forma de criar um rosto digital, uma persona da sua marca, que consiga se aproximar do público por meio de relacionamento e uma conexão emocional.

Ou seja, o design no varejo está presente em todos os momentos de um negócio que se preocupa com uma identidade única e proximidade de seu público e buscar parcerias para ajudá-lo nessa diferenciação vem se tornando vital para se destacar em um mercado tão competitivo.

Gostou de entender melhor sobre a influência do design no varejo? Então venha nos seguir no Facebook, LinkedIn e Instagram e fique de olho em muitas outras dicas como essas!