Por trás de toda grande marca no mercado, existe uma boa equipe de designers. É essa equipe a responsável pela imagem e identidade da empresa.

Para que os resultados sejam os melhores, é preciso contar com um grupo de designers que tenha dedicação, disciplina e ótima capacitação.

Que adaptações podem ser feitas para garantir o engajamento e a produtividade desses profissionais? Ajudaremos você a solucionar essa e outras questões e organizar melhor a sua equipe de designers. Confira!

O alinhamento dos diferentes perfis profissionais é importante

Toda boa equipe contará com profissionais de perfis diferentes. Um bom exemplo são os níveis de experiência desses colaboradores: Sênior e Junior. Eles precisam estar em equilíbrio.

Enquanto os sêniores puxam as iniciativas para superar expectativas da empresa, os juniores são proativos e têm sede de aprender e saber como melhorar.

Quais os profissionais com mais característica de liderança? Quais os mais influentes? Quem trabalha melhor sob pressão?

A questão mais importante aqui não é o nível hierárquico dos profissionais, mas sim as áreas de atuação que extraem daqueles profissionais o melhor que eles têm para oferecer. Nesse processo de alinhamento, também é fundamental considerar a cultura organizacional.

O planejamento da interação intragrupal faz toda a diferença

Sim, os designers precisam de foco e até mesmo de um tempo sozinhos para organizarem as ideias e concluírem os trabalhos sem interrupções.

Porém, promover a interação pode ser bastante valioso para a equipe. Claro, isso deve ser bem planejado para que o fluxo de trabalho não seja prejudicado.

Uma boa dica são as reuniões feitas para discutir os trabalhos a serem realizados. Elas não precisam acontecer somente com a equipe de designers, podem ser abertas a qualquer pessoa. E isso é muito importante, pois outros profissionais da empresa também precisam estar conectados com a equipe, evitando interrupções para saber a que ponto anda tal e qual projeto, já que as reuniões podem ser marcadas em horários fixos.  

O tamanho da equipe deve ser proporcional à quantidade de trabalho

A equipe de designers pode ser uma das mais desvalorizadas e pressionadas em sua jornada de trabalho.

Às vezes o prazo de entrega é curto demais para uma boa execução e o time de profissionais é menor que a quantidade de trabalho a ser concluída. Isso atrapalha bastante a produtividade, visto que os níveis de estresse e cansaço passam a ser elevados.

É preciso definir as prioridades da demanda para que o processo seja otimizado e as tarefas realizadas com qualidade em tempo hábil, sem que os prazos sejam prejudicados. Os quadros de tarefas podem auxiliar bastante, além de promoverem a troca de informações entre os integrantes da equipe.

Esse tipo de organização ajuda os profissionais a entenderem melhor o volume de trabalho que conseguem dar conta. Também ajuda os gestores a identificar o momento de expandir sua equipe.

As vantagens na terceirização de uma equipe de design

Assumir o treinamento e desenvolvimento de uma equipe interna pode ser arriscado. Além de atrasar os processos, também podem surgir muitos erros, devido aos períodos de adaptação.

Nem sempre é possível contar com uma equipe interna especializada, daí a importância da terceirização.

Ainda mais quando os serviços envolvidos são de alta especialidade e relevância, como a criação de nome, conceito da marca, identidade visual e todos os pontos relacionados às embalagens, por exemplo.

Uma boa equipe de design é extremamente importante para o time de qualquer empresa. São os designers que produzem o que as outras pessoas podem ver, influenciando o que os clientes em potencial vão pensar e considerar sobre a marca. Por isso, é fundamental trabalhar com pessoas qualificadas. Os resultados são muito melhores e todos saem ganhando.

O que achou das dicas? Já está pensando em como organizar a sua equipe? Conte aqui nos comentários!