O sonho de qualquer gestor de Marketing é desenvolver produtos que façam da empresa uma referência no mercado que atua. Portanto, reparar quais são as tendências de design para 2018 pode auxiliar nesse objetivo.

Sabemos que uma boa equipe de design precisa ser dinâmica e adaptar-se constantemente às novidades que surgem. Atualizar-se com relação àquilo que está sendo bem comentado ajuda a se diferenciar dos concorrentes e engajar, de maneira eficiente, o público-alvo.

Pensando nisso e para que você consiga fazer a diferença nas vendas, preparamos uma lista com as 5 principais novidades no mercado de design para este ano. Acompanhe a leitura e confira!

1. A cor da escala Pantone

Qualquer agência de design que se preze precisa ficar de olho no que a Pantone revela como a cor do ano, pois determina a identificação do que está valorizado no momento. Isso pode proporcionar infinitas possibilidades e alternativas para a confecção de produtos que consigam atrair o público.

A cor tem uma influência muito forte em nossas vidas e facilita diretamente para a empresa criar uma boa presença de marca. Este ano, a cor que será tendência é o Ultra Violet 18-3838 e as nuances pertencentes à família dela estão cada vez mais presentes nessa área.

2. Tipografia diferente e bem criativa

Existem fatores que impactam no conteúdo visual das empresas ao ponto de criar um certo vínculo entre as pessoas e a marca. Um desses pontos é a tipografia usada, porque é a oportunidade de trazer os olhares de potenciais consumidores.

O que tem sido encarado como novidade no mercado são os títulos bem chamativos em Bold, além, é claro, do encontro de imagens e letras proporcionando um estilo interessante. A composição caótica, em que não há ordem dos elementos, cria um efeito diferente e ousado.

3. Inovação com elementos em 3D

Uma das tendências para 2018 é a utilização desse recurso de uma forma mais refinada e robusta do que era antigamente. Volta com força total e tem contribuído para boas peças publicitárias aliando técnicas que remetem a uma ilusão de óptica.

Para este ano podemos identificar a junção do 3D com significados minimalistas, proporcionando uma espécie de contraste intrigante. Alguns designers têm usado esse tipo de estilo também ao brincar com as cores e os objetos, sendo necessários bons conhecimentos da disposição de sombras, iluminação, reflexo, entre outros pontos.

4. O gradiente está de volta

Assim como acontece com os elementos 3D, a utilização do gradiente tem virado febre novamente, e muitas empresas estão aproveitando esse embalo. A criação de uma marca e a forma como ela é posicionada no mercado, por meio da linguagem visual, faz toda a diferença na percepção do público.

Spotify e Instagram, por exemplo, revelam em seus logotipos e campanhas de marketing um perfil bem voltado para um design elegante e inspirador. Nessa nova era do gradiente, o conceito de flat design ganha corpo e revela uma maneira especial de lidar com as variações de layout, chanfro, relevo e demais ferramentas.

5. Técnicas de Paralax e Scrolling

Você já deve ter notado em alguns sites alguma movimentação entre o primeiro plano e o fundo ou o carregamento automático de novas páginas ao descer a barra de rolagens, não é verdade?

Essas funções são o que podemos chamar de reinvenção da experiência de navegação do usuário. Essas duas situações auxiliam na captação mais veloz das informações apresentadas ao público e na percepção de ilusão de profundidade apenas com elementos gráficos.

Por fim, para efeito de menção honrosa, podemos citar entre as tendências de design para 2018 fatores como a utilização de vídeos, duotones, espaço negativo, elementos vintage entre outras novidades que vão borbulhar ideias para os designers.

E aí, o que achou deste texto sobre tendências de design? Lembrou de alguém que gostaria de saber dessas informações? Então compartilhe o post nas suas redes sociais para que os seus amigos fiquem por dentro do assunto!